Museu Violeta Parra
4 de abril de 2018

Política e poética

Data da viagem: reveillón 2017/2018

A arte chilena é assim: política e poética.

Ou, pelo menos, a parte da arte chilena que eu conheço e admiro.

O maior poeta chileno foi, sem dúvida, Pablo Neruda. O homem simplesmente ganhou um Nobel de Literatura. Não é pouca coisa.

Neruda tinha várias casas. A de Santiago, construída para sua amada Matilde, é pitoresca e romântica. Imperdível. Chama-se La Chascona, que, segundo contam, significa algo como “a descabelada”. Me senti representada. :)

Na casa-museu aprendi que Neruda na verdade se chamava Ricardo Neftalí. O pseudônimo foi escolhido em homenagem a um escritor checo. Nunca pensei.

La Chascona

As cores de La Chascona são assim: vivas e brilhantes.

***

Outra grande artista chilena foi Violeta Parra. Mais conhecida por sua atividade como cantora e compositora, ela era uma artista completa: pintora, tapeceira, ceramista, a mulher era um portento do talento artístico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A visita ao Museu Violeta Parra foi um dos momentos mais emocionantes – sem dúvida o mais surpreendente – da viagem a Santiago. Se puder, não deixe de ir.

-Monix-

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. Ah, que pena que não conheci esse Museu da Violeta Parra. Preciso…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Cidades - Américas, Santiago do Chile, Uncategorized

Tags

, ,