Checkpoint Charlie

Data da viagem: março/2013 Para entender o século XX, não há lugar melhor que Berlim. A cidade foi palco dos principais eventos marcantes do século em que nasci – e, como jornalista filha de uma entusiasmada professora de história, me emocionei reconhecendo os cenários reais onde aconteceram tantas coisas que conhecia de ouvir falar, nos […]

Berlim Filmmuseum

Data da viagem: março de 2013 Quando a gente pensa em cinema, o país que vem à cabeça não é a Alemanha. Mas isso é porque esquecemos, ou não sabemos, que antes de Hollywood ser Hollywood, Berlim reunia talentos como Ernst Lubitsch, Fritz Lang, o deus Billy Wilder, Marlene Dietrich e tantos outros. Pausa para […]

East Side Gallery

Data da viagem: março de 2013 Engraçado que existe esse mito de alemães sendo carrancudos, sérios, frios. Mas todos os que conheci são afetuosos, alegres, simpaticíssimos. Eles podem ser rígidos e cumpridores de regras, o que não necessariamente é uma coisa ruim, mas de frios não têm nada. Berlim é uma metrópole turística, e geralmente […]

Belém

Data da viagem: outubro de 2008 / março de 2013 / fevereiro de 2014 Belém é um bairro. Mas é também um mundo, ou pelo menos o caminho que leva a ele. É talvez o meu lugar favorito no mundo. E este “talvez” é só porque não consigo ser tão definitiva, sabendo que o mundo […]

Zona da Ribeira

Data da viagem: fevereiro de 2014 Quem tem apenas um dia para visitar o Porto irá passar obrigatoriamente parte desse dia na zona da Ribeira. É o cartão-postal da cidade, e não à toa. A Praça da Ribeira – que, como diz o nome, fica à beira do rio – é uma amostra do colorido do […]

Data da viagem: fevereiro de 2014 Tem aquela piada antiga sobre um náufrago que se vê sozinho na ilha deserta com a Sharon Stone (insira aqui uma beldade mais contemporânea, se desejar) e depois de meses de idílio, pede a ela pra fingir que é um amigo. Ela topa. Ele chega perto dela e diz: cara, […]

Data da viagem: fevereiro de 2014 Em uma época de mísseis teleguiados, ataques aéreos e até guerra biológica, com o uso de bactérias para destruir o inimigo, as fortalezas de pedra à beira-mar não parecem fazer muito sentido. Eu não sou uma pessoa fascinada por guerras (há quem o seja). Talvez por isso mesmo admire […]