Seja na minha cidade ou em outra(s), me interesso por: história, artes plásticas (clássica ou contemporânea), arquitetura, comida, paisagens naturais, cinema, teatro. E quando viajo, mesmo sem necessariamente fazer uma lista categorizada (#sheldoncooperfeelings), acabo naturalmente equilibrando e vendo um pouco de cada uma dessas coisas de que gosto. Cinema e teatro são passeios legais para […]

Data da viagem: fevereiro de 2014 Muitos dos pontos turísticos mais interessantes do mundo são, na verdade, lugares de onde se pode ver as cidades do alto (minha cidade tem pelo menos dois: o Corcovado e o Pão de Açúcar). É curioso, veja bem: do alto, a cidade é a principal atração de si mesma. […]

Data da viagem: fevereiro de 2014 Andar de metrô quando fazemos turismo só vale a pena quando temos que percorrer uma distância longa, e, de preferência, quando o caminho é desinteressante. Do contrário, vale muito mais a pena ir a pé (ideal), ou mesmo de ônibus, apreciando a paisagem, as arquiteturas, as gentes. A não […]

Troca da guarda

Data da viagem: junho de 2001 / fevereiro de 2014 A troca da guarda do Palácio de Buckingham é assim: O que a gente consegue ver do Palácio, em meio a esta confusão, é mais ou menos isso: E se a Rainha estiver em casa, a bandeira da Grã-Bretanha estará hasteada: Tudo dá a entender […]

Data da viagem: fevereiro de 2014 A II Guerra Mundial é um dos períodos históricos que mais gera fascínio nas pessoas, pelo menos até a minha geração – considerando que meu pai nasceu no ano do Dia D e minha mãe um ano após o fim do conflito isso é natural, tendo nós quarentões crescido […]

Data da viagem: junho de 2001 / fevereiro de 2014 Walk down Portobello Road to the sound of reggae I’m alive (…) I´m alive and vivo muito vivo In the Electric Cinema or on the telly, telly, telly Nine out of ten movie stars make me cry I’m alive (Caetano Veloso) Aos sábados, Portobello Road, […]

Data da viagem: junho de 2001 / fevereiro de 2014 Camden Town é um dos lugares mais legais de Londres, e talvez o mais difícil de explicar. É um bairro, mas basicamente é uma rua. É um mercado, mas também são barraquinhas ao ar livre, e outros mercados. É um lugar tão hype  que Amy […]